FANDOM


Marcelo Pereira Surcin, mais conhecido como Marcelinho Carioca, (Rio de Janeiro, 1 de fevereiro de 1971) é um jogador brasileiro de futebol.

Considerado um exímio cobrador de faltas e pênaltis, foi o ídolo maior da torcida corintiana (foram oito anos e dez títulos pelo clube: um Mundial da Fifa, dois títulos brasileiros, uma Copa do Brasil, quatro paulistas, uma Copa Bandeirantes e um Troféu Ramón de Carranza), sendo o principal jogador do time do Parque São Jorge na conquista da maioria dos títulos.

Começou sua carreira em outubro de 86. Ainda com 14 anos, o jogador que na época atuava no Madureira, foi descoberto por olheiros e levado ao Flamengo. Lá o jogador teve uma ascensão meteórica. Após dois anos na Gávea, quando ainda jogava no juvenil, foi visto por Telê Santana, então técnico do profissional, que o chamou para o time de cima. A estréia de Marcelinho com a camisa rubro-negra ocorreu no dia 30/11/88, quando, num clássico contra o Fluminense, o jovem atacante de 16 anos substituiu Zico, o maior ídolo da torcida, que se machucara aos 11 minutos de jogo. Em dezembro de 93, a diretoria flamenguista decidiu negociar o jovem atleta com o Corinthians.

Logo que chegou ao Parque São Jorge, Marcelinho Carioca mostrou a que veio. No dia de sua apresentação, o atacante de 21 anos previu: "Quero marcar minha passagem aqui. Vim para o Corinthians para ser campeão!". A identificação com a torcida foi imediata. E uma carreira vitoriosa estava começando.

Após diversos títulos, aproveitando do sucesso do craque, em 1997 ele foi vendido para o Valencia, da Espanha, por US$ 7 milhões. Como não se adaptou e amargou a reserva, Marcelinho só quis uma coisa: voltar ao Brasil. Ao saber da vontade do jogador, Eduardo José Farah, presidente da Federação Paulista de Futebol na época, comprou o passe do jogador junto ao Valencia. Depois, Farah criou o "Disque Marcelinho", para o qual, ao custo de três reais por telefonema, os torcedores dos quatro maiores clubes do estado deveriam ligar e escolher o futuro do jogador. Após 11 dias da promoção, a imensa maioria corintiana trazia Marcelinho de volta ao clube. Foram 62,5% das ligações para o Corinthians, 20,3% para o São Paulo, 9,5% para o Santos e 7,7% para o Palmeiras. Assim, ele voltou ao Timão.

De 1997 até 2000, Marcelinho foi o ídolo maior de um time rechado de estrelas, responsável pela mais vitoriosa temporada do Corinthians.

Depois de uma briga em 2001 com Ricardinho, deixa o clube novamente e somente em fevereiro de 2006, após defender diversos clubes, inclusive estrangeiros, rescinde seu atual contrato com o Brasiliense, e volta ao Corinthians, onde é ídolo.


Títulos ConquistadosEditar

Madureira

  • 1986 - Campeão Taça Rio (amador)


Flamengo

  • 1987 - Campeão Carioca (Amador)
  • 1988 - Bicampeão Carioca (Amador)
  • 1989 - Campeão carioca de juniores
  • 1989 - Campeão da Taça São Paulo de Juniores
  • 1989 - Torneio de Toronto do Canadá (Profissional)
  • 1990 - Campeão da Copa do Brasil
  • 1991 - Campeão da Taça Rio
  • 1992 - Campeão Brasileiro
  • 1993 - Vice-campeão Super-Copa


Corinthians

  • 1994 - 3º Colocado no Campeonato paulista
  • 1994 - Campeão da Copa Bandeirantes (assegurou vaga à Copa do Brasil)
  • 1995 - Campeão Paulista
  • 1995 - Campeão da Copa do Brasil
  • 1996 - Campeão Troféu Ramón de Carranza na Espanha
  • 1996 - 3º Colocado no Campeonato paulista
  • 1997 - Campeão Paulista
  • 1998 - Campeão Brasileiro
  • 1998 - Vice-campeão paulista
  • 1999 - Campeão Paulista
  • 1999 - Bicampeão Brasileiro
  • 2000 - Campeão Mundial Interclubes - FIFA
  • 2001 - Campeão Paulista


Gamba Osaka(Japão)

  • 2002 – Vice-Campeão - J. League – Japão


Vasco da Gama

  • 2003 – Campeão Carioca


Ligações ExternasEditar


Smallwikipedialogo.png This page uses content from Wikipedia. As with Corinthians Wikia, the text of Wikipedia is available under the GNU Free Documentation License.

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.